(11) 4781-0858 | (11) 94320-4410 Rua Cândido Portinari nº 111 - Embu das Artes - SP
ÁREA DO CLIENTE
LOGIN:
SENHA:
(11) 4781-0858 | (11) 94320-4410 Rua Cândido Portinari nº 111 - Embu das Artes - SP
ÁREA DO CLIENTE
LOGIN:
SENHA:

A importância do Líder para a qualidade de vida no trabalho

Atuar como líder requer muito mais do que delegar atividades e controlar o desempenho das equipes de trabalho.

Um líder eficaz é capaz de trabalhar firme para manter o clima organizacional saudável e ajudar diretamente na qualidade de vida de seus trabalhadores, fazendo do trabalho um ambiente ainda que produtivo, leve e dinâmico.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão atinge mais de 300 milhões de pessoas no mundo e a estimativa é de que este número seja ainda maior até 2020. No Brasil, a doença atinge 5,8% da população brasileira, além dos distúrbios relacionados à ansiedade que afetam 9,3%. A OMS, também verificou que os transtornos de ansiedade e o esgotamento emocional são as principais queixas de funcionários nas empresas. Só em 2016, foram afastados do serviço pela Previdência Social cerca de 75,3 mil trabalhadores por razões psicológicas.

Estes números alarmantes demonstram um crescimento cada vez maior dos casos de doenças psicológicas no Brasil. Hoje a depressão é considerada a doença do século XXI.

Com uma visão macro do seu papel nas organizações, os líderes são capazes de contribuir com seus colaboradores e empregadores, para um ambiente positivo, de crescimento pessoal e profissional.

Ao tratar a saúde mental de seus subordinados como um valor pessoal, o líder estará engajado em conhecer cada um com maior importância, identificar as melhores formas de gerir e conduzi-los com inteligência emocional e essa será uma chave de sucesso para proporcionar um ambiente saudável.

Qual a melhor forma de liderar?

Muitas vezes nos questionamos sobre qual a melhor forma de liderar uma equipe. Entre diversos estilos e modelos na teoria e no mundo corporativo, os principais são a Liderança Autocrática, Democrática e a Liberal:

Quando nos questionamos sobre qual o melhor estilo para liderar, a conclusão final é normalmente a mesma. Não existe um modelo ideal. Nosso papel como líderes é nos adaptarmos ao estilo de nossa equipe, atentando-se às particularidades de cada indivíduo, e fazendo com que todos alcancem os resultados esperados, através da persuasão, influência e direcionamento.

É necessário ainda que desenvolvamos algumas características essenciais para fazer de nossos subordinados e de nós mesmos, profissionais de ação, motivados e capacitados. Além de exercer autoridade, acompanhar, reconhecer e fornecer feedback, liderar pelo exemplo pode ser a chave para muitos mistérios e conquistas para cumprirmos com nosso papel de maneira eficiente e eficaz.

Liderar pelo exemplo significa materializar os valores que pregamos, e também nos comportarmos de forma adequada e apoiar os subordinados em questões funcionais e técnicas. Vale ressaltar que estamos liderando numa organização que possui normas, regras, valores, missão e visão, e essa será a nossa base para ser um exemplo e influenciar os colaboradores por meio dele.

Não é exagero dizer que faz parte da nossa obrigação como líderes internalizar os princípios, expectativas e perspectivas da organização, fazendo com que em nosso dia-a-dia consigamos perceber a influência e aplicação desses fatores na rotina.

Ser um exemplo é uma situação inevitável!

Podemos servir como exemplo em aspectos positivos e negativos. A partir do momento em que realizamos algo, bem-sucedido ou não, criamos uma referência que se torna um exemplo para ser seguido, banido, e até mesmo avaliado. Assim como observamos diariamente nossos subordinados, também somos observados por eles, que entre si, geram comentários, percepções e julgamentos de nosso perfil.

Não devemos valorizar somente aquilo que falamos, mas principalmente as nossas ações. O velho ditado “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” não é eficiente nos resultados e no ensino. Devemos modificar essa antiga frase por “Faça o que eu digo, assim como eu o faço”. A maioria das pessoas aprendem mais pelo que veem, do que pelo que ouvem.

Ao delegarmos tarefas e atribuições devemos mostrar como fazer, assim como também acompanhar e direcionar, demonstrando que também estamos comprometidos com tal ação. Desta forma instigamos mais responsabilidade e trazemos à equipe mais segurança, organização e confiança.

Podemos muitas vezes reconhecer que não somos o melhor exemplo em alguns aspectos, apontando talentos e competências dos membros de nossa equipe. Não é constrangedor sermos falhos. Quanto maior forem as competências e capacidades dos profissionais que lideramos, mais facilmente conseguiremos alcançar nossos objetivos. Seja maduro, e não se sinta ameaçado por não ser o melhor em tudo. Ao liderar pelo exemplo somos responsáveis por manter-nos sempre coerentes com aquilo que defendemos e vivendo o que pregamos.

Lembre-se: O seu exemplo, sendo líder numa organização ou não, pode ser fundamental para o crescimento de alguém.

 

 

JOSÉ F. JUNIOR

Gestor administrativo – Arte Médica